Voz Missionária

Janeiro / Fevereiro 2020

A esperança de um novo dia
(janeiro/fevereiro de 2020)


A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Mais do que os guardas pelo romper da manhã... – Salmo 130.6

A capa desta edição traz uma ilustração que aponta para a esperança. O nascer do sol sempre traz novas possibilidades; um novo dia significa recomeço. Recomeçar lembra possíveis soluções para problemas sejam de relacionamentos, de enfermidades, financeiros, ou de superação de perdas. Quem já viveu a internação em um ambiente hospitalar sabe o quanto a noite e seu silêncio são temidos. Aos pacientes só resta aguardar por um novo dia.

O salmista afirma que sua alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Sabemos que o guarda solitário numa longa noite escura é algo desanimador. O salmista usa essa imagem para falar que espera a presença de Deus na hora em que parece que tudo está parado e só resta esperar que o dia amanheça e o sol apareça com seus raios iluminando e aquecendo a vida.

O salmista fala da espera e da certeza de um novo dia. Irá amanhecer. O sol nascerá e brilhará sobre a escuridão trazendo alívio e esperança. Trata-se do grande anseio do salmista, mas acima de tudo da sua esperança e da sua certeza de que o novo dia virá com novas possibilidades. Não podemos deixar de acreditar e esperançar no novo dia. Inspire-se na letra desse cântico de Aline Barros:

Esperança
Tudo posso em Ti, fortaleza minha
Eu espero em Ti, firme nas promessas
Tudo vai passar
Mas a Tua Palavra permanecerá

Me rendi a Ti, rasguei meu coração
Fiel permaneci, mesmo quando o sol se pôs
Eu Te louvei, Te adorei
Minha vida é Tua, meu coração Te dei

Os ventos podem até soprar contra mim
Mas eu não deixo de crer
Tuas promessas protegi, guardei no coração
E da Tua Palavra não abro mão

Sinto florescer ao cheiro das águas
Minha esperança
És meu Redentor
Porque vives minha fé não morrerá
O Senhor não falhará

Estou mais perto, de Ti estou mais perto
O meu prazer é Te ver, és o meu Redentor.