Voz Missionária

Sociedade Metodista de Mulheres

136 anos nos separam daquele 5 de julho de 1884.

Na Igreja Metodista no Catete, Rio de Janeiro, incentivadas pelo pastor J.L. Kennedy e sua esposa, as mulheres organizaram a primeira Sociedade com oito sócias, denominada Sociedade Missionária. Algum tempo depois o nome foi mudado para Sociedade Auxiliadora Feminina. Após a autonomia da Igreja Metodista, em 1930, passou a se chamar Sociedade Metodista de Senhoras, e atualmente Sociedade Metodista de Mulheres -com o fim de fim de incluir o maior número de pessoas do sexo feminino, independente de idade e estado civil.

As mudanças não aconteceram só no nome, mas acompanharam o processo de evolução das mulheres. Hoje as mulheres conhecem mais seus direitos como cidadãs; têm participado de encontros de treinamento para ajudar no resgate de vidas sofridas e na busca pela valorização e respeito pela mulher. As mulheres saíram das quatro paredes e iniciaram um processo de acolhida e valorização das mulheres para que elas sintam-se parte da missão e unam-se a outras mulheres na busca da vida abundante para todos.

Lema: "Viver para Serv ir"

Foi instituído pela missionária americana Eula Kennedy Long. "Viver para servir" é o alvo supremo da vida cristã. Foi realizado integralmente por nosso Senhor e Mestre Jesus que disse: "Eu vim não para ser servido, mas para servir e dar a minha vida em resgate de muitos". Para ajudar as mulheres a alcançarem este ideal, mas também ser um espaço de acolhimento e união de valores é que existe a Sociedade de Mulheres.

Mote: "Seja sobre nós a graça do Senhor nosso Deus; confirma sobre nós as obras das nossas mãos, sim, confirma a obra das nossas mãos" - Salmo 90.17. O versículo escolhido é um reconhecimento da nossa dependência do Senhor e a prece para que Ele abençoe nosso esforço e sele com Sua aprovação o nosso desejo de sermos suas testemunhas no mundo.

O distintivo: Uma tocha envolta em uma coroa de louros e uma faixa com o lema da Sociedade. O distintivo da Sociedade Metodista de Mulheres foi adotado pela Confederação das Sociedade Metodistas de Mulheres da Igreja Metodista no Brasil, em reunião realizada em 1931.

O sentido do conjunto é:
- A tocha acesa é a vida de testemunho do evangelho que deve caracterizar a vida das sócias da Sociedade de Mulheres.
- A coroa de louros diz que tal vida será sempre vitoriosa.
- A faixa relembra que para dar testemunho de Cristo será preciso "Viver Serv indo".
- As cores: "ouro sobre azul" é a expressão de valor repousando em alicerce sólido e firme. O ouro representa o valor do serviço. O azul a grandeza do trabalho que se estende como o firmamento.

A Sociedade Metodista de Mulheres é um grupo que acolhe mulheres.

Elas se encontram para refletir sobre assuntos importantes em suas vidas, descobrir meios para defender seus ideais e alcançar objetivos em comum. Dessa forma, conseguem atuar em diversas comunidades, ajudando mulheres e todas as pessoas ao redor.

Todas as mulheres podem participar da Sociedade, não importando condições como emprego, estado civil ou idade. Basta estar comprometida com Jesus e a missão e querer se envolver em atividades e projetos propostos.

A cada ano, a Sociedade de Mulheres tem um tema central, adaptado do tema da Igreja Metodista no Brasil. O tema de 2020 é: "Mulheres comprometidas com Deus vivem em unidade".

Segundo a presidente da Confederação Metodista de Mulheres, Ivana Garcia, "temos quatro projetos que nos unem no território nacional:

1 - Mais uma prá Jesus - coloca o desafio de evangelizar e chamar outras mulheres a conhecerem a Jesus;

2 - Dia Mundial de Oração - movimento mundial de oração. Mulheres se unem para orar em torno de uma liturgia comum, preparada por um País. Esse ano a liturgia foi preparada pelo Zimbabwe;

3 - Thursday in black / Quinta-feira de preto - desafio de refletir e fazer um protesto silencioso dizendo Não à violência contra a mulher, em parceria com a Federação Mundial de Mulheres;

4. Outubro Rosa - alerta para o cuidado com a saúde da mulher.

Não podemos esquecer que a Confederação é responsável pela publicação da revista Voz Missionária, que nos une há 90 anos", finalizou Ivana Garcia.

Aquele pequeno começo em 1884, floresceu e hoje está presente em todo País unindo as mulheres no serviço e missão para a honra e a glória do nosso Senhor Jesus Cristo. Hoje, você, mulher metodista, é convidada a fazer parte desta história que teve início há 136 anos! Uma história que tem marcado vidas, famílias e igrejas.

A Sociedade de Mulheres é um espaço de comunhão, oração, serviço, educação, oração, discipulado, missão e crescimento.

Da redação
A partir da contribuição de Temários e depoimentos atuais